TABAGISMO: campanha global contra o tabaco e a favor da vida

6 maio

Todos os anos, o dia 31 de maio é lembrado como Dia Mundial Sem Tabaco. A campanha é liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e, além de alertar para os riscos à saúde associados ao tabagismo, busca mobilizar a sociedade e pressionar autoridades internacionais e locais para a adoção de medidas efetivas para a redução da produção e do consumo de fumo. Segundo a OMS, a epidemia global do tabaco leva a óbito seis milhões de pessoas por ano – sendo 600 mil fumantes passivos.

Em 2013, a campanha internacional propõe como meta banir propagandas, promoções e patrocínios relacionados à indústria do tabaco. A OMS defende que a proibição é importante porque ajuda a evitar que pessoas comecem a fumar e continuem fumando. No entanto, muitos países ainda não aderiram à recomendação. A estimativa é que somente 6% da população mundial esteja protegida desse tipo de exposição.

Tema do Dia Mundial Sem Tabaco, a proibição da propaganda de cigarros ainda causa polêmica no Brasil. À esquerda, anúncio da indústria tabagista a favor da comercialização do produto. À direita, a resposta da Fundação do Câncer e da Aliança para o Controle do Tabaco

Tema do Dia Mundial Sem Tabaco, a proibição da propaganda de cigarros ainda causa polêmica no Brasil. À esquerda, anúncio da indústria tabagista a favor da comercialização do produto. À direita, a resposta da Fundação do Câncer e da Aliança para o Controle do Tabaco, em defesa da vida e da saúde.

Neste contexto, a OMS chama atenção da comunidade internacional para três aspectos que devem ser trabalhados em ações antitabagistas: a natureza ilusória e enganosa das propagandas de cigarro, a exposição inevitável da juventude a esse tipo de marketing e a ineficácia de proibições parciais.

No Brasil, desde 1996 a lei federal nº 9.294 restringe o uso e a propaganda de produtos derivados do tabaco em locais coletivos, públicos ou privados, com exceção dos chamados fumódromos. De lá para cá, muitos avanços foram registrados. Dentre eles, a aprovação de leis estaduais que garantem ambientes 100% livres do tabaco – no Amazonas, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia, Roraima e São Paulo.

Agora, a sociedade civil espera a regulamentação do artigo 49 da lei federal 12.546/2011, que garante ambiente livres do fumo e a proibição da propaganda em pontos de venda em todo o país. Outra luta é pela proibição da venda de cigarros com aromas e sabores, destinados sobretudo aos jovens.

Assista so vídeo da campanha #limitetabaco

Saiba mais
— Acesse a página da OMS para o Dia Mundial Sem Tabaco 2013 (em inglês)
— Assine o abaixo assinado para regulamentação da lei nacional para controle do tabaco
— Conheça a Aliança de Controle do Tabagismo – ACT-Br
— Leia a reportagem “O gosto amargo do tabaco”, sobre a recomendação internacional para proibição de uso de flavorizantes e aromatizantes em produtos do tabaco, publicada na revista Rede Câncer, do INCA
— Leia a reportagem “Maria Fumaça”, sobre tabagismo feminino, publicada na revista Rede Câncer, do INCA
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s