DIA MUNDIAL DA SAÚDE 2014: o desafio da dengue

7 abr

Hoje, dia 7 de abril, é comemorado o Dia Mundial da Saúde, data criada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 1948, com o intuito de alertar sobre os principais problemas de saúde que podem atingir a população global. Neste ano, a mobilização chama a atenção para as doenças transmitidas por vetores.
As doenças de transmissão vetorial ainda são responsáveis por um alto índice de mortalidade, sobretudo nos países periféricos. De acordo com a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), na região das Américas, as doenças transmitidas por vetores de maior importância epidemiológica são malária, dengue, doença de Chagas, leishmanioses, filarioses linfáticas, esquistossomose e tracoma. No Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, em 2013 a dengue atingiu mais de um milhão de pessoas.

O mosquito Aedes aegypti, vetor da dengue

O mosquito Aedes aegypti, vetor da dengue

Apesar do número alarmante, as campanhas de prevenção e controle da dengue já têm resultados positivos no país: no primeiro bimestre de 2014, o número de casos da doença foi reduzido em 80%, em comparação com o mesmo período do ano anterior. De acordo com o Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), realizado pelo Ministério da Saúde em 1.459 municípios brasileiros, foram registradas 87 mil notificações da doença entre janeiro e fevereiro de 2014, contra 427 mil no mesmo período de 2013.

A queda também foi observada em relação às ocorrências graves (84% de redução) e óbitos (95% de redução). E todas as regiões do país registraram quedas do número de casos de dengue no primeiro bimestre de 2014. A região Sudeste foi a que obteve a maior redução, passando de 232,5 mil notificações em 2013 para 36,9 mil este ano. Os resultados levantamento foram apresentados no dia 18 de março pelo ministro  da Saúde, Arthur Chioro.

Rio de Janeiro reduz em 96% os casos de dengue

A cidade do Rio de Janeiro, que já chegou a constar na lista das dez cidades com maior número absoluto de casos de dengue, teve, neste primeiro bimestre, uma expressiva redução: 96% no total de casos registrados, em comparação ao mesmo período de 2013. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS-RJ), até o dia 18 de março houve 797 casos da doença, enquanto nos três primeiros meses de 2013 foram identificados 33.843 pacientes.

“Não resta dúvida de que as ações de prevenção, sobretudo no sentido de ressaltar a importância do esforço conjunto da população para prevenir-se da doença, foram determinantes para a redução do número de casos. As visitas de agentes de saúde, que antes eram recusadas por 80% dos domicílios, hoje têm 92% de aceitação. Além disso, os cariocas informaram-se sobre a transmissão e os sintomas da dengue e estão  mais atentos a possíveis focos de mosquitos transmissores. Esse estado de atenção deve continuar, mesmo após o verão”, avalia a superintendente de Promoção da Saúde da SMS-RJ, Aline Bressan.

Muitas ações para a prevenção e o controle da dengue foram promovidas nos últimos anos pelo Ministério da Saúde e pela SMS-RJ. Além do monitoramento e controle de vetores, foram realizadas, por exemplo, oficinas de capacitação voltadas para adultos, adolescentes e crianças, com o objetivo de aumentar o conhecimento sobre a biologia e a ecologia do Aedes aegypti, intensificando, assim, o monitoramento e o controle do mosquito. Atividades como as Caminhadas contra a Dengue, realizadas em diversas comunidades, também foram essenciais para envolver os moradores.

A Prefeitura do Rio de Janeiro disponibiliza o número 1746, para que a população denuncie, pelo telefone, possíveis criadouros de larvas do Aedes aegypti. O prazo para atendimento é de até cinco dias úteis e é permitida, inclusive, a entrada compulsória dos agentes de vigilância sanitária em casos de recusa ou de ausência de pessoa responsável pelo domicílio.

Saiba mais sobre a dengue:
— Conheça algumas medidas simples que podem ajudar a prevenir a dengue, principalmente por meio da eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti
— Confira perguntas e respostas sobre dengue no site do Ministério da Saúde
— Você sabe como é o tratamento da dengue? Veja as orientações do Ministério da Saúde!
— Siga a página Combata a Dengue, do Ministério da Saúde, no Facebook
— Acesse o documento do Ministério da Saúde com os números de caso da dengue em todo o Brasil no primeiro trimestre de 2014
— Acompanhe a situação epidemiológica da dengue no Brasil
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s