Contra homofobia e cultura do estupro

26 jul

 

Foto-Paulo-Pinto-Fotos-Públicas-3

São Paulo- SP- Brasil- 28/05/2016- 14ª Caminhada das Mulheres Lésbicas e Bissexuais. Foto: Paulo Pinto/ Fotos Públicas

A equidade de gênero, o direito à liberdade e a uma vida sem violência são princípios norteadores da Promoção da Saúde. Se desejamos uma sociedade mais justa, igualitária e saudável é fundamental que todos atuem na defesa de direitos e na proteção dos grupos mais vulneráveis da sociedade. Afim de fortalecer este processo, a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC) publicou, este mês, carta aberta em apoio à equidade de gênero e contra a cultura do estupro e a homofobia.

O documento é um convite para que médicas e médicos de família e comunidade construam espaços individuais e coletivos de caráter científico, social, cultural e assistencial em prol do acesso à saúde universal e de qualidade, da equidade de gênero, do respeito e da não violência.

Na carta, a SBMFC explicita: “Além de ultraje aos direitos humanos, o machismo e a homofobia são notável causa de sofrimento físico e psíquico para pessoas dos diferentes gêneros e identidades sexuais e se relacionam a muitos problemas de saúde coletiva”.

Acesse a carta aberta da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade pela equidade de gênero e contra a cultura do estupro e a homofobia.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s