RIO DE JANEIRO: PATRIMÔNIO MUNDIAL DA UNESCO

2 jul

Rio de Janeiro: Patrimônio Mundial da Unesco | Foto: Riotur

O Rio de Janeiro é a primeira cidade do mundo a receber da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) o título de Patrimônio Mundial como Paisagem Cultural. O reconhecimento contempla o Pão de Açúcar, o Corcovado, a Floresta da Tijuca, o Aterro do Flamengo, o Jardim Botânico, a praia de Copacabana e a entrada da Baía de Guanabara, além do morro do Leme, o forte de Copacabana e o Arpoador, o Parque do Flamengo e a enseada de Botafogo. O anúncio aconteceu neste domingo, 1º de julho, durante a 36ª Reunião do Comitê do Patrimônio Mundial da Unesco (36ª WHC), realizada em São Petersburgo, na Rússia.

Incorporado pela Unesco em 1992, o conceito de paisagem cultural já contemplava áreas rurais, sistemas agrícolas tradicionais,  jardins históricos e outros locais de cunho simbólico, religioso e afetivo. O reconhecimento do Rio de Janeiro representa uma nova visão e abordagem sobre os bens culturais inscritos na Lista do Patrimônio Mundial.

O Rio de Janeiro é a primeira cidade do mundo a receber da Unesco o título de Patrimônio Mundial como Paisagem Cultural | Foto: Riotur

A candidatura do Rio de Janeiro a Patrimônio Mundial como Paisagem Cultural foi submetida à Unesco em 2009 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), em parceria com o Governo do Estado e a Prefeitura do Rio de Janeiro, a Fundação Roberto Marinho e a Associação de Empreendedores Amigos da Unesco.

O reconhecimento contempla o Pão de Açúcar, o Corcovado, a Floresta da Tijuca, o Aterro do Flamengo, o Jardim Botânico, a praia de Copacabana e a entrada da Baía de Guanabara, além do morro do Leme, o forte de Copacabana e o Arpoador, o Parque do Flamengo e a enseada de Botafogo.

Além da Paisagem Cultural do Rio de Janeiro, o Brasil abriga 18 bens culturais e naturais, dentre os 911 reconhecidos pela Unesco. No primeiro grupo estão o Conjunto Arquitetônico e Urbanístico de Ouro Preto, Minas Gerais (1980); o Centro Histórico de Olinda, Pernambuco (1982); as Ruínas de São Miguel das Missões, Rio Grande do Sul (1983); o Santuário do Bom Jesus de Matosinhos em Congonhas, Minas (1985); o Centro Histórico de Salvador, Bahia (1985); o Conjunto Urbanístico de Brasília, Distrito Federal (1987); o Centro Histórico de São Luís, Maranhão (1997); o Centro Histórico de Diamantina, Minas (1999); o Centro Histórico de Goiás, Goiás (2001); e a Praça de São Francisco em São Cristovão, Sergipe (2010).

Entre os bens naturais brasileiros estão o Parque Nacional do Iguaçu, Paraná (1986); a Costa do Descobrimento, Bahia e Espírito Santo (1997); o Parque Nacional Serra da Capivara, Piauí (1998); a Reserva Mata Atlântica, São Paulo e Paraná (1999); o Parque Nacional do Jaú, Amazonas (2000); o Pantanal Mato-grossense, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul (2000); as Reservas do Cerrado: Parque Nacional dos Veadeiros e das Emas, Goiás (2001); e o Parque Nacional de Fernando de Noronha, Pernambuco (2001).

Veja mais fotos do Rio de Janeiro no Flickr da Riotur
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s