ECOS DE CURITIBA DIA 24/05: A SUPERINTENDÊNCIA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE PROFISSIONAIS DOS TERRITÓRIOS E JOVENS DO RAP DA SAÚDE REPRESENTAM NA CONFERÊNCIA MUNDIAL

25 maio

A plenária “Saúde em todas as políticas e ações intersetoriais” foi o destaque da programação de terça-feira (24). Ações intersetoriais públicas são instrumentos necessários para a promoção e equidade da saúde. Essas parcerias, quando praticadas e compartilhadas, melhoram as condições de vida no dia a dia dos cidadãos, combatem o problema da distribuição desigual do poder, dinheiro e recursos, mensuram e compreendem melhor as desigualdades em saúde.

Equipe SPS durante atividade da Conferência

Equipe SPS durante atividade da Conferência

Agendada para às 9h (até às 10h30), a plenária foi conduzida pelos palestrantes Rob Quigley (Estados Unidos), Vivian Lin (Ásia) e Adriano Massuda (Brasil). Quigley trabalha com arquitetura e planejamento e tem colaborado com clientes públicos e privados: cidades, universidades, organizações sem fins lucrativos, promotores, proprietários e empresários.

Plenária da Conferência

Plenária da Conferência

Vivian é autora de diversos trabalhos sobre a necessidade da reforma do sistema de saúde pública em diversos países da Ásia. Massuda foi reconhecido por seu trabalho sobre responsabilidade e a política, planejamento e desenvolvimento de programas em uma ampla gama de problemas de saúde, incluindo a saúde em todas as políticas.

Profissionais e jovens RAP da Saúde CAP 5.3

Profissionais e jovens RAP da Saúde CAP 5.3 e pôster sobre o RAP da Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro/ Superintendência de Promoção da Saúde seguiu sua intensa programação nessa terça feira apresentando os seguintes trabalhos através de pôsteres: 1- Projeto Damas – Inclusão Social e Promoção da Saúde mãos dadas; 2- Reconhecendo as potencialidades juvenis – Processo de seleção do RAP da Saúde na SMS/RJ; 3- Programa Academia Carioca como estratégia de Promoção da Saúde na Atenção Primária do Município do Rio de Janeiro (RJ); 4- Ativando a memória carioca: uma experiência de Promoção da Saúde no Programa Academia Carioca.

Houve, ainda, a exibição do poster digital Programa Academia Carioca: Modelo de Atividade Física e Sustentável na Atenção Primária do Município do Rio de Janeiro – Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS/RJ) / Brasil; a apresentação oral Facebook como Ferramenta de Visibilidade e Troca de Experiências Práticas em Saúde pelo Programa Academia Carioca; a mostra alternativa Qual é a sua cor?; a apresentação oral Implantação da Política Nacional de Saúde Integral da População Negra – A Experiência da Cidade do Rio de Janeiro; e a Oficina Raça/Cor? Identificação Étnico-Racial na Atenção à Saúde dos Usuários do SUS. Sendo um dia muito proveitoso para troca de experiências e divulgação das frentes de trabalho, ações e materiais educativos da Superintendência de Promoção da Saúde e dos Territórios da Cidade. Vale a pena conferir o vídeo abaixo, que mostra a profissional da Equipe RAP da Saúde, Patrícia Mondarto, e as jovens da CAP 5.3 Débora da Cruz da Silva e Raphaela Cardozo Ferreira apresentando o Projeto Rede de Adolescentes e Jovens Promotores da Saúde com o auxílio de videos ilustrativos.

Equipe Elos da Saúde

ECOS DE CURITIBA DIA 23/05: OS TRABALHOS CONTINUAM NA VIGÉSIMA SEGUNDA CONFERÊNCIA MUNDIAL DE PROMOÇÃO DA SAÚDE

24 maio

A Vigésima Segunda Conferência Mundial de Promoção da Saúde segue a todo vapor, em Curitiba: “Entre os temas dos pôsteres expostos nessa segunda-feira (23) estava o uso de tecnologias de mídias sociais para o desenvolvimento da saúde. Quatro trabalhos de diferentes estados brasileiros apresentaram exemplos de como aplicativos para dispositivos móveis, portais na internet e ferramentas de conversação podem trazer avanços nesse sentido.”

Exposições durante a Conferência

Exposições durante a Conferência

“Durante a tarde, o simpósio “Saúde e bem-estar que necessitamos na cidade” reuniu o pesquisador canadense Trevor Hancock, da Escola de Saúde Pública e Políticas Sociais da University of Victoria; a filipina Vivian Lin, diretora da Divisão de Sistemas de Saúde da Organização Mundial da Saúde; e novamente o presidente do Ippuc, Sérgio Pires, para discutir iniciativas positivas e processos para melhorar as cidades para suas populações.”

Apresentação Lúdica na Conferência

Apresentação lúdica durante a Conferência

“Pires descreveu uma cidade doente do ponto de vista urbanístico: um ambiente sem controle do lixo e do trânsito, com falta de luz e água, com crescimento habitacional desgovernado, inseguro e prejudicado pelas mudanças climáticas. Para contornar e se “curar” desses problemas, ele destacou que as cidades devem investir em ações que tragam mais espaço para os pedestres, áreas de convívio mais democráticas e agradáveis, iniciativas mais humanas e sustentáveis, políticas que incentivem a participação da população – inclusive os mais jovens – para discutir o futuro das cidades.”

“Vivian destacou que, atualmente, 56% da população mundial vivem em áreas urbanas e 212 milhões de pessoas moram em favelas. Ela defende que, para atender as demandas dessa população crescente, as cidades devem antecipar-se para se adaptar e acalmar a população a partir de iniciativas inovadoras. “Um dos desafios é que países e cidades são diferentes”, diz a diretora, em alusão às diferentes soluções que podem ser encontradas para cada realidade.”

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, através da Superintendência de Promoção da Saúde e profissionais das CAP, está mobilizada para trazer para os participantes do evento todas as informações relacionadas aos projetos, ações e materiais educativos que são trabalhados no dia a dia dos serviços de Saúde dentro da Cidade Maravilhosa; uma verdadeira caravana de técnicos das Coordenações da Superintendência (Coordenação de Política e Ações Intersetoriais/Coordenação de Educação em Saúde/Coordenação de Saúde do Escolar); além de Profissionais dos Territórios, estão em Curitiba focados em apresentar para o mundo como são desenvolvidas as políticas públicas de Promoção da Saúde no Município do Rio de Janeiro.

image

Profissional apoiador e jovens do RAP da Saúde da AP 5.3 ao lado do pôster sobre o impacto das ações do RAP na saúde dos adolescentes

Profissional Pôster sobre Tabagismo

Profissional e pôster sobre Tabagismo

O dia 23/05 foi um dia de muito trabalho para os representantes da Promoção da Saúde do Município do Rio de Janeiro. Na área destinada aos pôsteres foram apresentados os seguintes trabalhos: 1 – RAP da Saúde: A revolução na saúde dos adolescentes num território carioca; 2- A Abordagem Multiprofissional nas Capacitações para o Atendimento ao Fumante: Impacto das Ações e Fortalecimento de Promoção da Saúde no Município do Rio de Janeiro; 3- O Pesar e Medir Como Ponto de Partida para Construção de Ação Intersetorial para Promoção do Desenvolvimento Saudável dos Escolares (CIEP Henfil); 4- Rede Integrada de Promoção da Saúde: Serviços de Saúde, Adolescentes e Comunidade em Ação Compartilhada – RAP da Saúde.

Profissional e pôster sobre Saúde dos Escolares

Profissional e pôster sobre Saúde dos Escolares

Profissional e pôster sobre o RAP da Saúde

Profissional e pôster sobre o RAP da Saúde

No espaço destacado para a apresentações digitais exibiram-se as propostas: 1- Cartões Postais: Inovação metodológica nas ações de promoção da saúde; 2- Produção X Promoção: Uma análise sobre os procedimentos do Profissional de Educação Física na Saúde na Atenção Primária à Saúde no Município do Rio de Janeiro – Experiência do Programa Academia Carioca.

Profissionais e exibição virtual dos Postais Colecione Saúde I

Profissionais e exibição virtual dos Postais Colecione Saúde I

Profissionais e exibição digital dos Postais Colecione Saúde I

Profissionais e exibição digital dos Postais Colecione Saúde I

O Profissional da Coordenação de Saúde do escolar, Alexandre Santos, apresentou o trabalho intitulado Programa Saúde na Escola Carioca: O Desafio da Intersetorialidade, que foi disposto na modalidade poster caminhada, tipo de exposição em conjunto, no qual os participantes circulam pelos pôsteres dispostos lado a lado e cada expositor apresenta o seu trabalho em 4 minutos.

Profisional e o "pôster caminhada" sobre Saúde dos Escolares

Profisional e o “pôster caminhada” sobre Saúde dos Escolares

Equipe Elos da Saúde

RAP da Saúde CAP 3.2: 18 de maio – Dia da Luta Antimanicomial

23 maio
GetAttachment

RAP da Saúde CAP 3.2

No dia 17/05, o RAP da Saúde da CAP 3.2 esteve presente no Museu de Imagens do Inconsciente, Instituo Municipal de Assistência à Saúde Nise da Silveira (antigo Centro Psiquiátrico Pedro II). Lá entrevistaram o seu diretor, Luís Mello (Lula), que trabalhou diretamente com Nise da Silveira, o pilar da reforma psiquiátrica. O encontro foi bastante esclarecedor; as perguntas foram voltadas para o entendimento dessa temática. Confira o vídeo a seguir.

O Museu de Imagens do Inconsciente possui um grande acervo de obras produzidas pelos próprios clientes e vale muito a pena conferir. Os adolescentes e jovens do RAP pensaram em uma dramatização que poderia ser realizada em um desses espaços existentes e que tratam da Luta Antimanicomial. A ideia foi retratar as diferenças do tratamento anterior, a reforma e pós reforma; e seus reflexos na saúde dos clientes. Confira o vídeo abaixo.

 Equipe RAP da Saúde

ECOS DE CURITIBA: TEVE INÍCIO A 22ª CONFERÊNCIA MUNDIAL DE PROMOÇÃO DA SAÚDE DA UIPES

23 maio

download (1)

A Promoção da Saúde é uma das estratégias do setor saúde para buscar a melhoria da qualidade de vida da população. Seu objetivo é produzir a gestão compartilhada entre usuários, movimentos sociais, trabalhadores do setor sanitário e de outros setores, produzindo autonomia e co-responsabilidade, visando a qualidade de vida e a redução da vulnerabilidade e dos riscos à saúde relativos aos seus determinantes e condicionantes.

download

Tema da Conferência Mundial de Promoção da Saúde 2016

A Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS), aprovada em através da Portaria nº 687, de 30/03/2006, dá diretrizes e aponta estratégias de organização das ações de promoção da saúde nos três níveis de gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) para garantir a integralidade do cuidado. Essa política trata a promoção da saúde como uma das estratégias de produção de saúde, ou seja, como um modo de pensar e de operar articulado às demais políticas e tecnologias desenvolvidas no sistema de saúde brasileiro, que contribui na construção de ações que possibilitam responder às necessidades sociais em saúde.

Ações Prioritárias da Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS) 1. Alimentação Saudável 2. Prática Corporal/Atividade Física 3. Prevenção e Controle do Tabagismo 4. Redução da morbidade e mortalidade em decorrência uso abusivo de álcool e outras drogas 5. Redução da morbidade e mortalidade por acidentes de trânsito 6. Prevenção da violência e estímulo à cultura de paz 7. Promoção do desenvolvimento sustentável

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba e a União Internacional para Promoção da Saúde e Educação e seus parceiros sediarão, até 26 de maio de 2016, a 22ª Conferência Mundial de Promoção da Saúde da UIPES, evento esse que teve sua primeira edição em 1951 e esta sendo realizado pela primeira vez em Curitiba, Brasil. O objetivo é criar um fórum global onde pesquisadores, profissionais e formuladores de políticas envolvidos e comprometidos com a promoção de saúde e equidade possam compartilhar e discutir novos conhecimentos, práticas e políticas inovadoras, além das experiências mais avançadas nesse campo do conhecimento.

Abertura da Conferência

Abertura da 22ª Conferência Mundial de Promoção da Saúde da UIPES

Durante o primeiro dia do evento tivemos a apresentação do Coral Brasileirinho, crianças de 8 à 13 anos, sendo o grupo mantido pela Prefeitura de Curitiba; cantando para o público da Conferência músicas de Roberto Carlos; em seguida, houve a execução do Hino Nacional e a configuração da mesa de abertura.

Profissionais e integrantes do RAP da Saúde da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro junto ao público na abertura da Conferência

Profissionais e integrantes do RAP da Saúde da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro junto ao público na abertura da Conferência

Coral Brasileirinho na Abertura da Conferência

Coral Brasileirinho na Abertura da Conferência

Vale acentuar as participações da Abrasco e de David Stuckler,  Professor de Sociologia do Departamento de Sociologia da Universidade de Cambridge, pesquisador do Departamento de Sociologia da Universidade de Oxford e Membro Associado do Chatham House, Centro de Segurança Mundial da Saúde; e outrora foi Professor Assistente de Economia Política na Universidade de Harvard. Ele recebeu seu PhD em Sociologia pela Universidade de Cambridge em 2009. A pesquisa do Dr. Stuckler integra as ciências da saúde pública com a economia e desenvolvimento da economia política. Ele está atualmente concentrando-se em três áreas de saúde e desenvolvimento populacional.

Apresentação do Coral Brasileirinho na abertura da Conferência

Apresentação do Coral Brasileirinho na abertura da Conferência

Público presente na abertura da Conferência

Público presente na abertura da Conferência

Importantes prioridades foram abordadas durante a palestra do Doutor David; como a necessidade de mais investimento na saúde pública; e o investimento na prevenção como prioritário frente a cura.

Execução do Hino Nacional e mesa de abertura

Execução do Hino Nacional e mesa de abertura

Palestrantes na abertura da Conferência

Palestrantes na abertura da Conferência

Equipe Elos da Saúde

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.149 outros seguidores