O RAP DA SAÚDE GANHA NOVOS INTEGRANTES

26 jul
image

Apresentação RAP da Saúde turma 02/2016

Depois de um Processo Seletivo que contou com mais de 3790 inscrições; finalmente os adolescentes e jovens selecionados assinaram ontem, dia 25/07, o Termo de Compromisso para ocuparem as vagas disponíveis na turma 02/2016 da Rede de Adolescentes e Jovens Promotores de Saúde; além de assistirem uma apresentação sobre os objetivos, ações, capacitações, direitos e deveres relacionados ao RAP da Saúde; e receberem as camisetas que serão utilizadas durante o Curso. Ainda nesse dia, houve a celebração do novo termo dos componentes da turma 01/2015, que permaneceram no Projeto.

image

Apresentação RAP da Saúde turma 02/2016

A seleção dos novos adolescentes e jovens do RAP foi divida em duas etapas, de acordo com edital publicado. A primeira, baseada em análise do formulário de inscrição preenchido on line pelos candidatos, onde eles puderam descrever dados pessoais; sua experiência em Protagonismo Juvenil e Promoção da Saúde; além de expor os motivos que justificariam sua entrada no projeto. A segunda etapa contou com entrevistas feitas por profissionais das Áreas Programáticas e da Superintendência de Promoção da Saúde; onde cada candidato aprovado na primeira etapa foi ouvido e avaliado individualmente pelo entrevistador. O próximo passo será a apresentação dos selecionados nas Áreas, durante a semana, para iniciarem o Curso.

Image-1

Recepção dos novos integrantes do RAP da Saúde CAP 3.1

Oportunidades para fazer parte do RAP da Saúde foram oferecidas e preenchidas em toda a Cidade do Rio de Janeiro; e mais candidatos aprovados ainda poderão ser convocados, a medida que novas vagas forem disponibilizadas, de acordo com a aprovação e ordem de classificação dos adolescentes e Jovens, que constam no Diário Oficial da Cidade do Rio de Janeiro de 20 de Julho de 2016.

Apresentação RAP da Saúde turma 01/2016

Apresentação RAP da Saúde turma 02/2016

“O RAP da Saúde é uma equipe genial, fala de diversos assuntos, de saúde em geral.”

 

Equipe Elos da Saúde

Contra homofobia e cultura do estupro

26 jul

 

Foto-Paulo-Pinto-Fotos-Públicas-3

São Paulo- SP- Brasil- 28/05/2016- 14ª Caminhada das Mulheres Lésbicas e Bissexuais. Foto: Paulo Pinto/ Fotos Públicas

A equidade de gênero, o direito à liberdade e a uma vida sem violência são princípios norteadores da Promoção da Saúde. Se desejamos uma sociedade mais justa, igualitária e saudável é fundamental que todos atuem na defesa de direitos e na proteção dos grupos mais vulneráveis da sociedade. Afim de fortalecer este processo, a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC) publicou, este mês, carta aberta em apoio à equidade de gênero e contra a cultura do estupro e a homofobia.

O documento é um convite para que médicas e médicos de família e comunidade construam espaços individuais e coletivos de caráter científico, social, cultural e assistencial em prol do acesso à saúde universal e de qualidade, da equidade de gênero, do respeito e da não violência.

Na carta, a SBMFC explicita: “Além de ultraje aos direitos humanos, o machismo e a homofobia são notável causa de sofrimento físico e psíquico para pessoas dos diferentes gêneros e identidades sexuais e se relacionam a muitos problemas de saúde coletiva”.

Acesse a carta aberta da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade pela equidade de gênero e contra a cultura do estupro e a homofobia.

 

ATENÇÃO ADOLESCENTES E JOVENS SAIU O RESULTADO FINAL DO PROCESSO SELETIVO RAP DA SAÚDE 2016

20 jul

Atenção candidatos que participaram do Processo Seletivo RAP da Saúde 2016, foi publicado no Diário Oficial da Cidade do Rio de Janeiro hoje, dia 20/07/2016, o resultado final do Processo Seletivo; a listagem com a classificação de todos os jovens que participaram das entrevistas e os respectivos selecionados encontram-se nas páginas 75,76,77,78 e 79 do Diário; MAS ATENÇÃO!!!! SOMENTE OS CANDIDATOS LISTADOS NAS PÁGINAS 78 E 79 (ITEM 2) DEVEM COMPARECER A SEDE DA PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO DIA 25/07/2016 (no endereço indicado) E DE POSSE DOS DOCUMENTOS SOLICITADOS para preenchimento das vagas disponíveis para o curso.

Confiram abaixo, no Diário Oficial, o resultado final, com as listagens de classificação dos adolescentes e jovens, e os selecionados para preenchimento das vagas disponíveis para o RAP da Saúde 2016:

RESULTADO PROCESSO SELETIVO RAP DA SAUDE – D.O._20-07-2016

 “O RAP da Saúde tem como base dois conceitos chaves: o do protagonismo juvenil e o da educação entre pares. O protagonismo juvenil traz em si a ideia dos jovens como sujeitos de intervenções e de ações transformadoras de seus contextos sociais e comunitários. A educação entre pares pressupõe que os jovens, como protagonistas, são interlocutores privilegiados em seus territórios, já que compartilham os mesmos códigos e experiências. Visa também potencializar a aproximação dos jovens com as unidades de saúde. Para além de usuários, eles tornam-se parceiros das unidades de saúde, desenvolvem potencialidades para o enfrentamento de vulnerabilidades e para o autocuidado, minimizam comportamentos de riscos e aumentam o compromisso com o desenvolvimento das suas comunidades e seus projetos de vida.”

O jovem que integra o projeto RAP da Saúde é o elemento central da prática educativa, que participa de todas as fases dessa prática, desde a elaboração, execução até a avaliação das ações de Promoção da Saúde propostas. A idéia é que o projeto possa estimular a participação social dos jovens, contribuindo não apenas com o desenvolvimento pessoal dos adolescentes e jovens, mas com o desenvolvimento das comunidades em que os mesmos estão inseridos. Dessa forma, ser um adolescente ou jovem promotor de saúde é contribuir para que as pessoas sejam mais autônomas e comprometidas socialmente, com valores de solidariedade, respeito, saúde mais incorporados, o que contribui para uma proposta de transformação social.

O blog traz as ações dos integrantes do RAP da Saúde; diversas postagens que podem esclarecer o que é ser um jovem/adolescente promotor da saúde da Secretaria Municipal da Saúde do Rio de Janeiro. Faça uma visita, deixe seu like e comentários!!!!!

PARABÉNS AOS SELECIONADOS E A TODOS QUE PARTICIPARAM DO PROCESSO SELETIVO

Equipe Elos da Saúde

FORMATURA DOS ADOLESCENTES E JOVENS DO RAP DA SAÚDE: UMA TARDE PARA CELEBRAR SAÚDE, CULTURA E DIREITOS

19 jul

No dia 13 de julho de 2016, pouco depois do almoço (pra quem ainda almoça ao meio dia, é claro), uma jóia do centro histórico do Rio de Janeiro, o Teatro Municipal Carlos Gomes, abriu suas portas para receber a formatura da Rede de Adolescentes e Jovens Promotores da Saúde (RAP da Saúde). Eram exatos 158 cariocas, nascidos e criados. Eram 158 promotores de saúde, entre 14 e 24 anos – nem mais, nem menos. Eram só eles, um curso de formação concluído, o palco e a Saúde.

Mosaico 1

Os 158 adolescentes e jovens do RAP da Saúde chamaram mais 158 conhecidos. Então, viraram 316, mas não gostaram do número e convidaram mais pessoas. Assim, chegaram mais 168 e viraram 484, acredita? 484 jovens, amigos e familiares reunidos numa tarde de trânsito no centro da cidade, com direito a obra e engarrafamento. Mas era mentira! Tinha mais que isso. Tinha gente em pé, gente do lado de fora confraternizando, gente por todo o teatro… Gente do tipo: primo, amigo, vizinho, gestor, profissional de saúde, namorado, namorada, filho… Um monte de gente! Eram mais de 500 – ou só 500, como preferir.

Mosaico 2

Não tinha bandeira, nem partido; não tinha “Fora Temer” ou “Tchau, Querida”, mas tinham 158 protagonistas juvenis dentro do Teatro Carlos Gomes promovendo saúde, fazendo arte e mostrando a sua cultura. Teatro de Revista? Chanchada? Shakespeare? Que nada! Respeitamos a História, mas eram jovens das dez áreas programáticas da cidade, que passaram um ano realizando capacitações e ações nas unidades de saúde e territórios; para a rede de promoção da saúde do Rio de Janeiro, e que estavam ali para comemorar a sua formatura do seu jeito.

Mosaico 3

Eram 158 novas almas pesadas. Almas potentes, cheias de conteúdo de saúde e desejos de mudar seu território para melhor. 158 novas oportunidades de ressignificar o mundo. Todas acompanhadas de “música, letra e dança”; com faixas, cartazes, textos, psicodrama e vídeos… Todos pedindo:

·       Não à violência!

·       Não ao feminicídio!

·       Não à homofobia!

·       Não à discriminação racial!

·       Não à violação de direitos!

·       Mais Saúde!

Você, aqui, não vai saber o que houve naquela tarde, no Carlos Gomes, mas acredite: foi coisa de primeira grandeza. Eram só 158 jovens. Poderiam ser 1.580 ou 15.800, mas eram só 158, cheios de luz própria, com suas histórias e realidades, comemorando, dançando e cantando por mais Saúde, menos violência e mais direitos para todos nós. Uma verdadeira lição de protagonismo juvenil.

Em tempo: A Rede de Adolescentes e Jovens Promotores da Saúde é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde da Cidade do Rio de Janeiro, por meio da Superintendência de Promoção da Saúde, que mantém turmas regulares, todos os anos, desde 2007. Atualmente, o projeto está em processo seleção dos novos adolescentes e jovens para 2016.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.172 outros seguidores